"A profundeza abissal da palavra declamada
ecoa nítida na linguagem abstrata
das mãos (gestos prontos),
e o atrito dos dias confunde as cicatrizes do tempo,
derramado sobre a mesa o poema
ignora nas pálpebras o pesadelo do sonho"

(Júlio Rodrigues Correia)





.

18 de jul de 2010

DELICATA




Na noite
Todas as orações são possíveis
Todas as coisas são possíveis
Todas as vozes são recordações
Toda a delicadeza existe
No sonho da rosa
embora
nas manhãs não são possíveis
Apenas viver é possível
até qualquer fim
não importa saber
as impossibilidades
apenas
a eterna delicadeza
dentro de mim
basta fechar os olhos
e não chorar
sonhar é possível
a rosa existe
pra recordar
todas as delicadezas
que não existem aqui
nos olhos que me olham
as orações existem
e que seja longa
toda noite
delicata...delicata.
















................

Nenhum comentário: