"A profundeza abissal da palavra declamada
ecoa nítida na linguagem abstrata
das mãos (gestos prontos),
e o atrito dos dias confunde as cicatrizes do tempo,
derramado sobre a mesa o poema
ignora nas pálpebras o pesadelo do sonho"

(Júlio Rodrigues Correia)





.

15 de abr de 2010

absinto XV








Há o sol em seu olhar
Brilhante, diamante
Mesmo que mude seu olhar
Há de sempre vida jardim
Mesmo que em orvalho da manhã
Mesmo geada, mesmo mágoa
Mesmo pingo d’água



Cíntia Thomé

15/04/2010






Imagem...Luz

Nenhum comentário: