"A profundeza abissal da palavra declamada
ecoa nítida na linguagem abstrata
das mãos (gestos prontos),
e o atrito dos dias confunde as cicatrizes do tempo,
derramado sobre a mesa o poema
ignora nas pálpebras o pesadelo do sonho"

(Júlio Rodrigues Correia)





.

15 de dez de 2008

MAR AFETOS



Já está no tempo de você ficar comigo
Foi forte o castigo
E a vida me ensinou
Vaguei perdida pelos mares da saudade
Em meio tempestades
sem carinho, sem amor

E na solidão vi que amar é a razão
pra se viver...
E então..
Esquece e vem
Dividir o mesmo teto
eu tenho um mar de afetos
para banhar o seu prazer

Diz "sim" pra mim
Em nome da paixão
escuta o meu coração
Que ainda bate por você

Esquece e vem
Dividir o mesmo teto
eu tenho um mar de afetos
para banhar o seu prazer


Musica

Nenhum comentário: