"A profundeza abissal da palavra declamada
ecoa nítida na linguagem abstrata
das mãos (gestos prontos),
e o atrito dos dias confunde as cicatrizes do tempo,
derramado sobre a mesa o poema
ignora nas pálpebras o pesadelo do sonho"

(Júlio Rodrigues Correia)





.

1 de jun de 2012

ALGUMA COISA HAVIA





Havia alguma
coisa


Havia sorte
um consorte
meninos , arte


Havia um fio
religare
brotos e jardim
havia em mim


um naco de sangue

num corte


reminicencias
alegria ia


havia
o medo num dedo
furando leito
peito
utero

havia, havia vida
contudo, tudo

sem sorte
a
ciencia, mistério

a
morte
universo
verso, inverso
etereo






cintia thome









art- Vally Nomidou

Nenhum comentário: