"A profundeza abissal da palavra declamada
ecoa nítida na linguagem abstrata
das mãos (gestos prontos),
e o atrito dos dias confunde as cicatrizes do tempo,
derramado sobre a mesa o poema
ignora nas pálpebras o pesadelo do sonho"

(Júlio Rodrigues Correia)





.

14 de mar de 2012

AUSÊNCIA FRIA



Noites que recordarei tua presença
sonhos com teu rosto e tua boca
asas nas madrugadas
um voo de mãos entrelaçadas
Manhãs que acordarei sem ti
dias e dias sem memória
tardes geladas
nas janelas frias
de meus olhos
e teu nome
em qualquer canto
um soluço
saliva amarga



cintia thome













.

Nenhum comentário: