"A profundeza abissal da palavra declamada
ecoa nítida na linguagem abstrata
das mãos (gestos prontos),
e o atrito dos dias confunde as cicatrizes do tempo,
derramado sobre a mesa o poema
ignora nas pálpebras o pesadelo do sonho"

(Júlio Rodrigues Correia)





.

19 de nov de 2011

MULHER






Pássaro dizia que cortasse as tranças que assim seria mulher. Não há outro caminho para o amor a não ser se tornando uma mulher. O desmanchar das madeixas calmamente assim foi...E o pássaro dizia voe, voe, mas voe leve...cantei aos quatro cantos do mundo a busca desse amor mulher, cabelos revoltos na cama, no sofá, ao chão com roupas amarfanhadas e claridade duvidosa...Correndo ou estática até não ter um fio sequer sobre meus ombros e o poder daquela mulher esmorecendo-se. Uma mulher que acreditou ter ouvido pássaros bisbilhoteiros falando sobre destinos...



































...............

Nenhum comentário: