"A profundeza abissal da palavra declamada
ecoa nítida na linguagem abstrata
das mãos (gestos prontos),
e o atrito dos dias confunde as cicatrizes do tempo,
derramado sobre a mesa o poema
ignora nas pálpebras o pesadelo do sonho"

(Júlio Rodrigues Correia)





.

14 de out de 2011

Meu Coração...










‎"Meu coração não pode mais quebrar, pois no extremo de minha alma já levaram pedaços e nada pode ser consertado. Há um pulsar descontrolado e cambaleante suspirar por vida e assim a necessidade de uma mão amparando os cacos..."

Cintia Thome






















































.....

Nenhum comentário: