"A profundeza abissal da palavra declamada
ecoa nítida na linguagem abstrata
das mãos (gestos prontos),
e o atrito dos dias confunde as cicatrizes do tempo,
derramado sobre a mesa o poema
ignora nas pálpebras o pesadelo do sonho"

(Júlio Rodrigues Correia)





.

30 de out de 2011

COMO SERIA...


'Como seria bom ir devagar, desacelerar os pensamentos, ficar com essa harmonia do silencio como manhã de domingo onde todos estão dormindo e pensar apenas num abraço e viver assim manso, sorrindo em algum ombro vendo um novo horizonte...' (Cíntia Thomé)
























Foto: praia @cintiathome 29.10.2011

Nenhum comentário: