"A profundeza abissal da palavra declamada
ecoa nítida na linguagem abstrata
das mãos (gestos prontos),
e o atrito dos dias confunde as cicatrizes do tempo,
derramado sobre a mesa o poema
ignora nas pálpebras o pesadelo do sonho"

(Júlio Rodrigues Correia)





.

24 de set de 2011







Saber deixar as coisas antes que elas deixem-na. Que se saiba converter em Triunfo o próprio fenecer, pois mesmo o sol, ainda brilhante, costuma retirar-se numa nuvem e nos deixa suspensos, não sabendo se ele se pôs ou não. Não espere que lhe voltem as costas, porque o sepultarão vivo para os sentimentos e morto para a própria estima.













...............

Nenhum comentário: