"A profundeza abissal da palavra declamada
ecoa nítida na linguagem abstrata
das mãos (gestos prontos),
e o atrito dos dias confunde as cicatrizes do tempo,
derramado sobre a mesa o poema
ignora nas pálpebras o pesadelo do sonho"

(Júlio Rodrigues Correia)





.

16 de mai de 2010

AMOR VAGABUNDO




Atravessa o luar
Toca o abajur um retrato tão anonimo
Desconhecido esse amor bandido
Atração da caça
Traição foi o crime
Cruel na manchete de minha face
Escorre um vil latrocínio
cuore per cuore
Inibido na faixa negra do olho
tão vagabundo, cafajeste
Um cão perdido
Roubou vida, horas, dias
Algo oculto, morto ou vivo
Deixo aos pés um número
E arrebatada ainda conjugo
Verbalizo
e procuro


cintia thome











Imagem: Cíntia Thomé

Nenhum comentário: