"A profundeza abissal da palavra declamada
ecoa nítida na linguagem abstrata
das mãos (gestos prontos),
e o atrito dos dias confunde as cicatrizes do tempo,
derramado sobre a mesa o poema
ignora nas pálpebras o pesadelo do sonho"

(Júlio Rodrigues Correia)





.

2 de ago de 2009

ÍNTIMA

26/07/09




A maquiagem não esconde
O que sentes encolhida
As pálpebras ainda tremem
Com a emoção
De um possível amanhã
O que eras ontem
e se fez hoje
metamorfose
Tão etérea ou tão viva
guardas a osmose
que não perdeste
pois ainda verde
moça
dentro vive


CINTIA THOME


26/07/2009

Esta flor tem Qualquer coisa....

IMAGEM NãoSouEuéaOutra Site Olhares

Nenhum comentário: