"A profundeza abissal da palavra declamada
ecoa nítida na linguagem abstrata
das mãos (gestos prontos),
e o atrito dos dias confunde as cicatrizes do tempo,
derramado sobre a mesa o poema
ignora nas pálpebras o pesadelo do sonho"

(Júlio Rodrigues Correia)





.

30 de nov de 2010

ao cais



AO CAIS


Louco sentimento
naufrago amor
reacende outro navio
um convés assombrado
o teu fantasma
corre ao mar, ao cais
invisível anzol
corre ao coração
pequeno, pequeno
na ilha de mim
sangra
a nossa estória
inacabada



cintia thomé



........


Imagem: @Cíntia Thomé, Flickr/ Guaecá - 28.11.2010