"A profundeza abissal da palavra declamada
ecoa nítida na linguagem abstrata
das mãos (gestos prontos),
e o atrito dos dias confunde as cicatrizes do tempo,
derramado sobre a mesa o poema
ignora nas pálpebras o pesadelo do sonho"

(Júlio Rodrigues Correia)





.

11 de jun de 2012

DAN MABE EXPOSIÇÃO EM CAMPINAS 14 DE JUNHO A 29 DE AGOSTO










O jovem artista plástico Dan Mabe abrirá uma exposição com seus singulares trabalhos dia 14 de Junho no espaço cultural
Galeria 11.16 organização de uma das proprietárias Luiza Testa , em Campinas, SP e permanecerá no período de 15 de
Junho a 29 de agosto de 2012.

Com identidade própria circula na contemporaneidade com uma pintura única em delatar os problemas sociais, a mistura de raças, o racismo, a relação do homem e seu único amigo, o cão. Na arte de Dan se dá a troca de papéis, pois mesmo com a domesticação do seu animal, o homem cria uma dependência pois sabe que este animal é singular em seu amor e confiança.

A arte de Dan trafega entre o imaginário e a realidade do cotidiano.Dan Mabe , Bacharel em Artes Visuais pela Faculdade Belas Artes de São Paulo tem participado de exposições coletivas e salões de arte no Brasil e no exterior. Recentemente expôs suas obras em Lisboa e Nova Iorque. A produção do artista atualmente gira em torno de temáticas ligadas ao viver coletivamente, para isso representa nas telas personagens com características urbanas como figuras humanas muitas vezes aglomeradas sobre um espaço, inseridas em um contexto urbano ou retratando temas da cultura brasileira como o samba, a capoeira e festas regionais. Além das telas, o artista utiliza o Graffiti, a escultura, a gravura e a toy-art para explorar a mesma temática em diferentes suportes.

Para retratar o viver coletivo além das figuras humanas utiliza com frequência em suas obras personagens que remetem à imagem do cachorro, isso se deve ao fato do cachorro ser um dos poucos animais que esteve presente na vida do homem desde os primórdios da civilização até os dias atuais o auxiliando em tarefas como a caça, a guarda, guia para deficientes visuais ou servindo de companhia. Em alguns trabalhos retrata o cachorro de rua, vira-lata, como forma de reflexão sobre a importância da diversidade étnica, cultural e da miscigenação que vivenciamos ou encontramos no Brasil.


onde:

11.16 Galeria
Rua Dr. Emilio Ribas 1058
Campinas, SP


Divulgação Cíntia Thomé


















2a.foto: autora @Cíntia Thomé




Nenhum comentário: